Ministério da Saúde alerta: piscina sem tratamento é criadouro de mosquito

A piscina bem tratada não será foco de reprodução do Aedes aegypti, mas é preciso manter os cuidados o ano inteiro, inclusive quando não estiver sendo muito usada. O mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya se reproduz caso a água não esteja com cloro na medida certa, colocando em risco a saúde das pessoas à sua volta.

O último Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) indica que a região Centro-Oeste do país apresentou o maior número de casos prováveis. O Ministério da Saúde alerta para a necessidade de combater o Aedes aegypti, mesmo durante o inverno, em todo o país. De acordo com o boletim epidemiológico publicado em julho de 2018, foram registrados 171.582 casos prováveis de dengue no país.

Já está comprovado que a forma de prevenção mais eficaz contra a dentre é eliminar os possíveis criadouros. Na piscina, é preciso fazer o tratamento físico e químico. Esvaziar a piscina durante os meses de pouco uso não é uma boa ideia, pois podem aparecer rachaduras e trincas, há risco de acidentes, pode haver desnivelamento e deslocamento de azulejos.

Para se prevenir da dengue, é importante saber que os ovos de mosquito transmissores de doenças são depositados nas bordas das piscinas. Recomenda-se a limpeza semanal, usando um produto limpa bordas. A falta de cloro permite a reprodução de larvas de insetos. Portanto, é preciso verificar periodicamente o pH e a alcalinidade e fazer o ajuste com o produto de sua escolha. Depois que a água estiver equilibrada, uma solução prática de manutenção, especialmente no inverno, é o uso do clorador flutuante.

Além de deixar você e toda a vizinhança livre do Aedes aegypti, a piscina limpa e bem tratada confere um visual bonito à sua área de lazer. Aproveite para relaxar nos fins de semana mais frios, lendo um bom livro e tomando um solzinho à beira da sua piscina, que faz muito bem à saúde.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *