Dicas de saúde para os tratadores de piscina neste verão

Janeiro é o mês de maior movimento nas piscinas do país e, felizmente, de muito trabalho para os tratadores. Quanto mais sol, calor e movimento de banhistas, maior é a frequência com que as piscinas precisam ser limpas. Além de cuidar das piscinas, é importante que os tratadores também se cuidem: que se protejam do sol, bebam bastante água e organizem bem sua rotina para se manterem saudáveis e dispostos para o trabalho.

Debaixo de sol quente, o ideal é que o tratador use sempre chapéu, de preferência aquele com aba no pescoço, óculos escuros e camisas de mangas compridas com proteção UV, além do filtro solar.

A alta exposição à radiação solar pode causar câncer de pele, envelhecimento precoce, queimaduras, insolação, desidratação, dor de cabeça, febre e problemas de visão, como cataratas e lesões na retina. As altas temperaturas também prejudicam o metabolismo do corpo, causando moleza, fadiga e má digestão dos alimentos, além da eliminação excessiva de água, através do suor.

Nos dias mais quentes, transpiramos mais e perdemos até 3,5 litros de água. Quem trabalha no sol pode perder cerca de 6 litros de água por dia ou mais. Toda essa água deve ser reposta diariamente.

Já que o destaque é a saúde do tratador, é bom lembrar também da ergonomia no trabalho, que vale para o ano todo. Durante a limpeza física da piscina e no transporte manual de produtos mais pesados, cuide bem da postura. Procure orientação de um médico ortopedista ou de um fisioterapeuta para ter uma postura correta durante a atividade profissional. Assim, é possível evitar problemas comuns, tais como lesões por esforço repetitivo, hérnia de disco, lombalgia, artrose, escoliose, cifose e lordose.

Nós, que apreciamos as piscinas limpas e saudáveis, desejamos aos tratadores de piscinas de todo o país um 2019 de muita saúde e disposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *