22 de março: Cuidemos da nossa água

O Dia Mundial da Água, que será comemorado nesta semana, marca o esforço da comunidade internacional para colocar em pauta questões essenciais que envolvem os recursos hídricos. Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), 22 de março é uma data que serve de alerta: se continuarmos seguindo o mesmo modelo de desenvolvimento, sem sustentabilidade, vai faltar água potável no planeta.

Este é o recado que os mais renomados centros de pesquisa mundiais estão passando para a humanidade. “Os poluentes nos sistemas de água potável do planeta farão com que a resistência antimicrobiana se torne a maior causa de mortes até 2050”, informou a ONU Meio Ambiente, em relatório publicado no último dia 13 de março, em Nairóbi, no Quênia, no sexto Panorama Ambiental Global.

O relatório foi apresentado como sendo a avaliação mais abrangente e rigorosa sobre o estado do meio ambiente, desenvolvida pela ONU Meio Ambiente durante os últimos cinco anos. É um alerta de que os danos ao planeta são tão desastrosos que a saúde das pessoas será cada vez mais ameaçada se ações urgentes não forem tomadas. A avaliação foi produzida por 250 cientistas de mais de 70 países.

Aliás, em diversas cidades, inclusive no Brasil, a escassez de água potável já é uma realidade atual. Estima-se que cerca de 40% da população mundial já mora em lugares onde há falta d’água.

O estudo da ONU também destaca que o mundo tem a ciência, a tecnologia e os recursos financeiros de que precisa para seguir na direção de um caminho de desenvolvimento mais sustentável. O foco deve ser dirigido, então, ao uso racional da água e em soluções viáveis para melhor gerir os recursos hídricos.

Como destacou o Gerente de Novas Tecnologias da BAUMINAS Hidroazul, Wagner Torres Lamas, “precisamos mudar a cultura do desperdício”. De acordo com a ONU, 110 litros por dia são suficientes para atender as necessidades básicas de consumo e higiene de uma pessoa. No entanto, no Brasil, o consumo por pessoa pode chegar a mais de 200 litros/dia.

“O futuro do Brasil é o reuso de água. Precisamos reutilizar a água que hoje usamos e jogamos fora, diminuindo, assim, o volume que vem da companhia de saneamento. Podemos, de forma bem simples, reutilizar a água da chuva, por exemplo. Basta instalar coletores no telhado da casa ou do prédio e manter essa água tratada, ou seja, clorada, em reservatórios. O reuso da água da chuva pode ser nos quintais, nos jardins e nas descargas sanitárias”, explicou Wagner, que é Químico e Doutor em Biologia Molecular.

Soluções como esta, apresentada acima, estão em nossas mãos. Água para todos é um direito humano. Façamos a nossa parte. BAUMINAS Hidroazul  é uma empresa-parceira do meio ambiente, signatária do Pacto Global da ONU. Água para todos, potável, segura e limpa é, também, o nosso compromisso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *